FILMES

Patinadora que mandou quebrar perna de principal adversária será tema de filme

Sheila Vieira
Author
Sheila Vieira

Uma das histórias mais loucas do "submundo" olímpico virará filme em Hollywood. A vida da ex-patinadora norte-americana Tonya Harding será contada em longa com Margot Robbie no papel principal, chamado "I, Tonya". Para quem não se lembra, a atriz foi a esposa do personagem de Leonardo DiCaprio em "O Lobo de Wall Street".

Patinadora que mandou quebrar perna de principal adversária será tema de filme

Se você não sabe desta história bizarra da patinação artística, eu te conto: em 1994, Tonya Harding e Nancy Kerrigan eram grandes rivais nos EUA e se preparam para os Jogos Olímpicos de Inverno. Após uma sessão de treinamento, um homem atacou a perna de Kerrigan com um bastão de ferro.

A intenção era quebrar a perna de Kerrigan, mas ela só se lesionou e competiu nas Olimpíadas. A Federação Americana de Patinação tentou impedir Harding de participar quando ela foi acusada de ordernar o ataque, mas recuou quando ela ameaçou processá-los. A ironia é que Kerrigan acabou ficando com a medalha de prata, enquanto Harding terminou na oitava posição.  

A investigação do caso trouxe à tona que o ataque a Kerrigan foi feito por um homem contratado pelo então marido de Harding e seu segurança. Todos passaram pela cadeia, exceto a patinadora, que fez um acordo para prestar serviços comunitários e pagou multa de US$ 160 mil. Harding e seu então parceiro entraram em conflito e ela chegou a acusá-lo de ameaçar estuprá-la para que ela não desse detalhes do caso ao FBI.

Patinadora que mandou quebrar perna de principal adversária será tema de filme

Mesmo após este caso, a vida de Harding continuou agitada. Ela e seu ex-marido venderam uma fita íntima de ambos para a Penthouse, a ex-patinadora tentou ter uma banda (mas o grupo foi vaiado para fora do palco em sua única apresentação), ser atriz (só participou de um filme) e depois virou lutadora e boxeadora profissional, com relativo sucesso.

Que loucura! Com uma boa direção e interpretação, pode ser um bom filme para exemplificar como o mundo olímpico ultrapassa alguns limites da ética.

#filmes #cinema #olympics #figureskating #tonyaharding