OUTROS

A tal depressão

Val Reis
Author
Val Reis

Um dia você acorda assim, completamente irritado. Sim, bastante alterado com relação a sua visão de mundo. Parece que tudo é mais intenso negativamente do que é na realidade. Mas é a sua realidade naquele momento. Uma raiva que você não consegue conter, o mínimo acontecimento, que em dias normais você tiraria de letra parecem problemas intransponíveis, e você não será capaz de resolver, de superar. 

A tal depressão

Você se alimenta mal, não quer falar com ninguém mas precisa, tem que ir para o trabalho, o mau humor impera o tempo todo. Pessoas saem da sua frente, pois seu aspecto visual te denuncia. E é difícil olhar na cara das pessoas, é difícil falar com elas. Impossível resolver problemas, fazer planos ou pensar no futuro. Tudo é ruim, tudo é difícil..

O dia se arrasta, você tem diversas explosões, o desânimo cresce a cada segundo. Se você parar, consegue ouvir as vozes da sua cabeça falando que você não conseguiu nada o ano inteiro, apesar de trabalhar tanto, não há crescimento, a sua casa está uma bagunça, o escritório, as pessoas, o telefone, os afazeres, os filhos, o cachorro... é tanto problema que é impossível pensar. Você tapa os ouvidos, como se com isso pudesse calar a voz na sua cabeça, mas aí sim elas parecem mais altas, ensurdecedoras até. 

Então você mergulha cada vez mais fundo na depressão. E no final do dia, esgotado, coloca a cabeça no travesseiro esperando só o pior, mas ainda assim, com um fio de esperança que o sono traga a tão sonhada paz no dia seguinte.