OUTROS

Lugano não pode ser chamado de "Deus" no São Paulo

Wilson Baldini Junior
Author
Wilson Baldini Junior

A falta de ídolos e o péssimo ano de 2015 para os lados do  Morumbi fez a torcida do São Paulo superestimar a contratação do zagueiro Lugano. O uruguaio é o novo "Deus" dos tricolores, que ainda sentem muito a aposentadoria no fim do ano passado do goleiro Rogério Ceni, maior ídolo do clube.

Lugano fez história no São Paulo, ao ganhar títulos importantes, mas como jogador não pode ser colocado, por exemplo, no time do São Paulo de todos os tempos.

É exagerado chamá-lo de "Deus". Se Lugano é "Deus", não consigo imaginar um apelido para Daryo Pereira, também uruguaio e zagueiro, mas anos-luz mais jogador.

Conversando com alguns amigos são-paulinos, alguns apontaram até mesmo Antonio Carlos, que também teve ótima passagem pelo Palmeiras, como um zagueiro de uma geração passada, como melhor do que Lugano.

A verdade é que o futebol passa por séria crise técnica. O São Paulo foi atrás de Lugano; o Flamengo contratou o também veterano Juan, e o Palmeiras tirou o rodado Edu Dracena do rival Corinthians. Resta saber se algum deles vai dar certo.