OUTROS

O dia em que Michael Jordan deu uma aula para os garotos

Wilson Baldini Junior
Author
Wilson Baldini Junior

Em 1999, Michael Jordan havia se aposentado das quadras, mas o astro da NBA jamais conseguiu se separar da bola de basquete. Então, com 36 anos, MJ foi até a sede do Chicago Bulls e "desafiou" os garotos do time para um confronto. E foi aí, sem dar chance aos novatos, que ele mostrou o porquê é o maior jogador de todos os tempos.

Depois de seis títulos pelo Chicago Bulls, Jordan voltou a jogar de 2001 a 2003 pelo Washington Wizards. Em 2013, resolveu festejar os 50 anos com mais um desafio. Desta vez, bem mais complicado. Enfrentar os titulares do Washington em um jogo sem a presença de ninguém, apenas dos envolvidos na partida.

E o relato dos atletas foi semelhante: "Ele (Jordan) poderia estar jogando em alto nível mesmo aos 50 anos."

Por isso e por muito mais que Michael Jordan fez em quase duas décadas na maior liga do basquete norte-americano, a discussão que coloca LeBron James, o astro atual, em um patamar acima de Jordan soa ridícula. É respeitável uma disputa entre Jordan e Magic Johnson, mito do Los Angeles Lakers. Jordan e Johnson chegaram a se enfrentar. Mas Jordan x LeBron não tem cabimento.