OUTROS

UFC deveria assumir que é negócio. Não é esporte

Wilson Baldini Junior
Author
Wilson Baldini Junior

O UFC é um negócio. Não é um esporte. Deveria assumir isso e não iludir seus fãs. Foi uma brincadeira o que ocorreu na luta que não vai acontecer para a edição 196 do UFC entre o brasileiro Fabricio Verdum e o norte-americano Caín Velasquez pelo cinturão dos pesos pesados.

Velasquez anunciou há dois dias que não iria lutar por ter uma lesão nas costas. No mesmo dia, foi colocado em seu lugar Stip Miocic.

Poucas horas depois, Verdum também revelou que não vai lutar, pelo mesmo motivo de Verdum.

Em junho, Verdum sagrou-se campeão ao vencer Velasquez, na Cidade do México.

Aí entrou em cena Jon Jones, que vem de uma série de problemas fora do octógono e diz "estar pronto" para disputar um "título real".

Isso não é sério. Que coisa feia. É melhor admitir que tudo isso é apenas entretenimento para meia dúzia ganhar milhões.