Wilson Baldini Junior's story
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Wilson Baldini Junior's story
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Wilson Baldini Junior's story
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

No esporte, na vida,... o tempo é inexorável

No esporte, na vida,... o tempo é inexorável
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Em 1987, George Foreman voltou ao boxe, após dez anos afastado. Foi conseguir o título mundial dos pesos pesados em 1994, aos 45 anos, tornando-se o boxeador mais velho a ser campeão.

O feito animou muitos atletas, que impulsionados por recheados patrocinadores, se mantêm em atividade, apesar da idade.

Mas o tempo é inexorável. Não se abala com expectativas, sonhos ou interesses pessoais dos seres humanos.

No caso do esporte, a situação é ainda pior. Visto o que ocorre com Anderson Silva, no MMA,  e com o zagueiro Lugano, do São Paulo.

A cabeça sabe o que é preciso fazer, mas o corpo não reage mais da mesma forma. O lutador foi ridículo na derrota diante do fraco britânico Michael Bisping, enquanto o uruguaio demonstrou na derrota em Campinas, diante da Ponte Preta, estar sem preparo para suportar o ritmo dos jogos de hoje.

Dá um dó ver os campeonatos estaduais de futebol

A cada rodada aumenta a minha tristeza por ver os campeonatos estaduais de futebol. No meio de semana, o Flamengo jogou para menos de duas mil pessoas em Volta Redonda. O São Paulo jogou para um Pacaembu com três mil torcedores.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O único que se mantém com gente no estádio é o Corinthians, que leva impressionantes 30 mil torcedores por jogo em Itaquera, mas existe um motivo.  O torcedor que vai no Paulista tem preferência na compra do bilhete para a Libertadores. 

Como seria se o time de Parque São Jorge não estivesse na competição sul-americano?

Pior que o público, só o rendimento dos times em campo. Um horror! O Corinthians vence sempre nos últimos minutos, enquanto São Paulo, Santos e Palmeiras vão ainda pior.

Todos vão se classificar para as finais, mas até lá teremos 15 intermináveis rodadas.

O mesmo acontece pelo País todo. Tudo para manter os pequenos clubes em atividade. Algo precisa ser feito para que o Estadual não morre e leve o futebol junto.

Você leu a pasta de história
escrita por