Wilson Baldini Junior's story
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Wilson Baldini Junior's story
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Wilson Baldini Junior's story
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Tite comete em 2016 os mesmos erros de 2013

Para muitos críticos e torcedores, Tite é o melhor técnico da história do Corinthians. Mas isso não impede que ele cometa erros.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Em 2013, no ano seguinte à conquista dos títulos da Libertadores e do Mundial, o treinador teve muito "cuidado" ao renovar o time e pagou caro por isso. 

Na época, ele demorou demais para tirar do time jogadores que já tinham dado todo o seu potencial ao elenco. Com isso, pagou caro e o desempenho do time não foi bom e ele próprio acabou saindo do cargo.

Este ano, depois de se sagrar hexacampeão nacional ano passado, Tite volta a resistir e não tira jogadores do time, que eram reservas ano passado e que poderiam ser substituídos pelos reforços que chegaram no início deste ano, após a saída em massa dos titulares para a China.

É comprometimento demais com o grupo.

O Corinthians venceu cinco de seus seis jogos oficiais no ano, mas o futebol apresentado é fraco para pensar em novas conquistas.

Só o tempo vai dizer se Tite está certo ou está repetindo os erros cometidos em 2013.

Por que para todos os narradores de TV todos os jogos são bons?

Por que para todos os narradores de TV todos os jogos são bons?
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Goooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooollllllllllllllllllllllllllllll do Getafeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!

Por que todos os jogos são bons para os narradores de TV? Será que é preciso "vender" todos os eventos como excepcionais? Será que o telespectador é burro? 

Gritar o gol de um dos 60 times das Série A, B e C do Brasileiro com ênfase faz parte, afinal muita gente torce para esses times. 

Mas berrar na hora do gol do Getafe (Espanha) , Hoffenheim (Alemanha), Carpi (Itália) e tantos outros, me parece um pouco exagerado. Em muitos casos, só o narrador está animado com o gol daquele time em território nacional.

E quando o jogo entre clubes brasileiros está um horror, coisa comum hoje em dia? O narrador se esforça para que o telespectador não mude de canal. Aí vale tudo. Dá até vergonha.

Culpa de quem? Do futebol. Cada vez mais por baixo.

Você leu a pasta de história
escrita por