SEGUE
Sobre a vida / Psicologia

A humanidade tem que acabar

Luiza NunesLuiza Nunes
65 Historia
2 Seguidor
0 Compartilhar

Pediatra é acusado de contaminar mais de 900 crianças com HIV por reutilizar seringas

Uma reportagem do The New York Times revela que cerca de 1100 pessoas foram infectadas com HIV em Ratodero, no Paquistão, destas, aproximadamente 900 são crianças. A suspeita é de que um pediatra tenha espalhado a doença por reutilizar seringas.

Uma investigação feita pelas autoridades concluiu que boa parte das crianças era de pacientes do pediatra Muzaffar Ghangro. Ele era responsável por atender os pacientes mais pobres da região, no entanto, o número pode ser muito maior, já que só uma parte da população foi testada.

O jornalista Gulbahar Shaikh fez uma reportagem em Abril sobre o surto de HIV, com isso várias pessoas correram para fazer o teste. Ele não sabia no entanto que o pediatra em questão era o que atendia seus filhos, e sua filha de 2 anos está com o vírus.

“Minha esposa e eu, felizmente, somos alfabetizados. Nós abraçamos e amamos nossa filha. Mas nossos parentes pararam de tocá-la e agora relutam em nos visitar”

O pediatra também atendeu aos seis filhos de Imtiaz Jalbani, dos quais mais novos não resistiram. Rida, de 14 meses, e Sameena, de 3 anos, faleceram. Jalbani afirma que teria visto o médico vasculhar o lixo procurando por uma seringa para usar em seus filhos, ao ser questionado, o médico disse que ele era pobre para pagar por uma seringa nova.

O médico negou todas as acusações, e para as autoridades, provavelmente ele não é o único culpado pelo surto. Barbeiros, dentistas e outros médicos também devem usar equipamentos não esterilizados. 

0