Casal gay denuncia agressão após selinho em ponto de ônibus de São Paulo

 

Mais um caso de homofobia aconteceu em São Paulo no último domingo (12), Lucas Trindade Alves, 24 anos, estava com o namorado, Caio Costa Souza, 20, estavam no terminal de ônibus ao lado da Linha-5 Lilás do Metrô.

Tudo aconteceu após os dois trocarem um beijo na fila: “Um homem falou que estávamos fazendo safadeza na fila, que estávamos desrespeitando as pessoas da fila e começou a chamar a gente de ‘viado’. Eu virei para a fila e perguntei: ‘alguém está incomodado com a gente, com o selinho que dei no meu namorado?’. E todo pessoal falou que não, que era o carinho entre nós. Ele nem estava na fila, estava sentado no banco dos fiscais. Aí depois ele seguiu ameaçando, dizendo que tinha uma arma e que iria matar a gente. Aí ele saiu e eu voltei a conversar com meu namorado. De repente, o Caio viu que ele estava vindo com um pedaço de madeira. Eu me aproximei dele para tentar contê-lo, mas ele acabou me acertando e quatro pregos enferrujados que estavam nessa madeira me furaram.”.

“A gente entrou em luta corporal, eu já estava machucado, queria evitar algo pior, quando chegaram uns funcionários, uns fiscais, e separaram a gente, mas foram proteger ele. Em momento algum me perguntaram como eu tava ou ofereceram algum tipo de auxílio. Eu estava sangrando e não tive respaldo nenhum”, afirma Lucas.

Eles estão juntos há mais de dois anos e nunca tinham passado por isso: “A gente não esperava por esse tipo de situação, essa agressão. A gente tomou um choque de realidade. O carinho que trocamos foi algo bobo, nada diferente do que faria um casal hetero”.

Um boletim de ocorrência foi feito e o caso será investigado.

 
00
Mobil uygulamamızı indirdiniz mi? Hemen indir