A Lista de Fachin acabou com a 'inocência' do PSDB

A Lista de Fachin acabou com a 'inocência' do PSDB

Sobre a lista explosiva divulgada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, os nomes delatados, o PT e o falso moralismo do PSDB. Como um partido tão delatado permaneceu sem consequências por tanto tempo? E a mídia?

Antes da Páscoa, o ministro Edson Fachin abriu uma das principais caixas-pretas da Operação Lava Jato, mantida em segredo desde a morte de Teori Zavascki em Paraty. A coluna do jornalista Fausto Macedo, do Estado de S.Paulo, divulgou a Lista de Fachin às 16hrs do dia 11 de abril de 2017. 

7273type74a75contents76type77text78contents79contra a corrupção80attributes81href82https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/04/12/veja-13-politicos-da-lista-de-fachin-que-foram-as-ruas-contra-a-corrupcao.htm83type84text85contents8687

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, PT tem 25 pessoas ligadas ao partido, PMDB 21, PSDB 16, PP nove, DEM oito, PSD cinco, PSB quatro, PCdoB quatro, PR três, PRB três, PTB duas e PPS duas. PSOL tem um integrante na lista de Fachin: No inquérito que investiga o pagamento de propina de R$ 16 milhões a Eduardo Paes por obras das Olimpíadas, Fachin afirma que há menções a pagamentos também a Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, e a Leonel Brizola Neto, neto de Brizola. Leonel Brizola Neto foi do PDT, mas atualmente está no PSOL. É vereador na Câmara do Rio.

Ou seja, 100 políticos de 500 congressistas, além dos ex-presidentes da República.

Lula enfrenta graves acusações136Tio Chico137

Dilma teria consciência dos negócios espúrios da Petrobras com o PMDB, passando pela ciência da ex-presidente da petroleira, Graça Foster. Os dois ex-presidentes petistas tem acusações que envolvem seus ex-ministros da Fazenda: Guido Mantega e Antonio Palocci.

Mas a grande surpresa da lista toda é a enorme quantidade de tucanos envolvidos nas acusações de corrupção. Justo os políticos que recebem apoio político dos grupos Globo, Folha, Abril e Estado.

Os senadores Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, e Romero Jucá (RR), presidente do PMDB, são os políticos com o maior número de inquéritos a serem abertos: Cinco, cada. Na lista, consta que o cunhado do governador Geraldo Alckmin recebia propina da Odebrecht no Incor, de acordo com apuração do DCM. Adhemar César Ribeiro, irmão de Lu Alckmin, recebeu R$ 2 milhões “a pretexto de contribuição eleitoral” na eleição de 2010. Já em 2014, quando Alckmin disputou a reeleição ao Palácio dos Bandeirantes, o governador levou outros 8,3 milhões de reais da empreiteira.

179Paulo Preto

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.
Com o decreto de Bolsonaro, qualquer brasileiro poderá comprar um fuzil
2.
O brasileiro não tem um dia de paz: Versão brasileira de Shallow gera memes
3.
VÍDEO: Empresária acorda moradora de rua com balde d’água e gera revolta
4.
“Tudo pequenininho aí?” Bolsonaro fala com japonês sobre o PIB brasileiro
5.
Bolsonaro se atrapalha e deixa Deus fora de seu 'chavão'
6.
Há indícios claros de que Flávio Bolsonaro lavou dinheiro, afirma MP
7.
Patrões amarram doméstica em árvore como punição
8.
Joana D’Arc: Um dos maiores orgulhos recentes do país mentiu em sua história
9.
Ganhador da Mega fez aposta de R$ 3,50 pela internet
10.
Homem desce de carro de luxo e executa morador de rua no ABC Paulista
500x500
500x500