Austrália quer matar ao menos 2 milhões de gatos até 2020

Austrália quer matar ao menos 2 milhões de gatos até 2020

SergioRIO
Autor SergioRIO
Saúde
Coleção Saúde
Austrália quer matar ao menos 2 milhões de gatos até 2020

A Austrália decretou que os “gatos ferais” são uma praga que está ameaçando a vida nativa de mais de 140 espécies. O governo irá fazer o extermínio dos animais com petiscos envenenados.

Esse mutirão para matar felinos se aplicará somente aos gatos ferais, não os domésticos. Os gatos ferais são a mesma espécie dos domésticos, porém, eles passaram a viver na natureza selvagem. O Departamento de Meio Ambiente e Energia afirmou:

“Os gatos ferais são da mesma espécie dos gatos domésticos, mas vivem e se reproduzem na selva, sobrevivendo da caça ou de animais mortos. São encontrados em toda a Austrália, em todos os habitats”

O problema é que esses gatos representam mais de 2 milhões dos felinos no país, e isso está interferindo bastante na vida nativa australiana. Os gatos estão se alimentando de pequenas espécies de pássaros, lagartos e coelhos.

Os gatos ferais estão sendo responsabilizados pelo risco de extinção de mais de 140 espécies de mamíferos, sapos, aves e répteis.

Austrália quer matar ao menos 2 milhões de gatos até 2020
Mapa da quantidade de gatos ferais na Austrália

Brigitte Bardot, a conceituada atriz e ativista francesa criticou bastante essa atitude do governo australiano. Em um trecho da carta que enviou ao ministro do Meio Ambiente ela diz:

“Esse genocídio animal é desumano e ridículo. Além de ser cruel, matar esses gatos é absolutamente inútil, já que o resto deles continuará se reproduzindo”.

O plano é abater no mínimo 2 milhões de gatos ferais até 2020. Eles pretendem fazer isso por meio de petiscos envenenados jogados por aviões ou drones. O veneno será mortal apenas para os gatos.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

500x500
500x500