SEGUE
Política / Governo

Brasil, mostra tua cara

SergioRIOSergioRIO
17 Historia
0 Seguidor
0 Compartilhar

O missionário que se tornou ateu após conviver com índios brasileiros

É interessante conhecer a história do linguista americano Daniel Evrett, ele mudou completamente de vida após ter passado três décadas vivendo com os índios brasileiros da tribo pirahã, ainda nos anos 70.

Daniel, que na época era missionário cristão, tinha o intuito de traduzir a Bíblia para os povos nativos da tribo. No entanto, ele ficou tocado com a estrutura diferente do idioma pirahã, além das práticas da tribo. Ele acabou se tornando ateu.

“A língua deles não tem passado nem presente — 'eu vou' pode ser 'eu fui' ou 'eu irei'. Você precisa entender o contexto”, conta.

“Aprendi sobre uma autoconfiança que eles têm de poder lidar com seu meio ambiente, e a felicidade que essa confiança traz para eles. Eles sabem que existe um passado, mas não falam sobre ele porque o passado já era, 'o importante é cuidar dos nossos filhos, cuidar do meu ambiente agora e não se preocupar com o futuro'. (...) Eles não têm culto ou religião, não têm crença em um Deus superpoderoso que criou o mundo. Simplesmente são, na realidade, cientistas, empíricos — têm conhecimento pelas experiências na mata, e não especulações sobre o que não dá para ver.

É a vida sem crenças religiosas e a satisfação que isso traz para seres humanos. Por causa deles hoje sou ateu. Não estou defendendo o ateísmo, estou simplesmente dizendo que isso representa uma alternativa de vida”

0