Broderagem: Os homens “heteros” que transam com outros “heteros”

Broderagem: Os homens “heteros” que transam com outros “heteros”

gatinha
Autor gatinha
Sexualidade
Coleção Sexualidade
Broderagem: Os homens “heteros” que transam com outros “heteros”

Foto: Joel Bengs

Existem alguns homens que se consideram heterossexuais mas fazem sexo com outros homens. Isso ocorre, por exemplo, quando em um bar, em um jogo ou qualquer coisa do tipo, um heteros conhece outro, os dois acabam fazendo “brincadeiras sexuais” e gostam, mas ainda se consideram heteros. Saiba mais sobre a “broderagem”. Por que isso acontece?

Depois da relação, os dois continuam suas vidas normalmente como se nada tivesse acontecido, sem questionar sequer um pouquinho a própria sexualidade.

Para o sexólogo espanhol Joan Vílchez, o mundo de hoje é muito mais tranquilo em relação a sexualidade, práticas que antigamente eram tabus, hoje são mais aceitas. De acordo com ele, os homens e mulheres possuem mais liberdade nos dias de hoje, isso faz com que termos como heteroflex ou heterocuiroso sejam usados.

Ninguém deve ser obrigado a fazer algo que não gosta, e não é nenhum problema ter curiosidade sobre sua sexualidade. As pessoas podem e devem experimentar relações com o sexo oposto sem serem chamadas de homossexuais ou bissexuais.

Por exemplo, um homem hetero tem curiosidade sobre como é o sexo com outro homem. Ele pode experimentar e não gostar, isso não o tornará gay.

O problema social que estamos falando é quando o homem tem a curiosidade, faz sexo com outro homem, gosta, e ainda se considera hetero.

O machismo presente na sociedade é perigoso não apenas para as mulheres, mas também para os homens. Há um certo pensamento social que afirma que ser mulher é algo ruim. Comentários como “mulherzinha”, “fresco”, “viado” e similares só confirmam esse pensamento retrógrado.

No caso um homem gay, teoricamente seria como uma mulher, logo ser gay ou ter relações com homens fazem de você uma mulher. Por causa desse pensamento ridículo, muitos homens ficam com medo de se assumir.

A sexualidade humana é muito fluida, é difícil definir alguém apenas como heterossexual, bissexual ou homossexual. Na prática, as relações são mais complexas do que isso.

Broderagem: Os homens “heteros” que transam com outros “heteros”

Broderagem

Um grande movimento sexual entre “heteros” é a broderagem. Essa palavra representa um conjunto de atitudes sexuais que atraem muitos homens, mas sem se considerarem gays ou bissexuais. Os homens tratam-se como se fossem amigos íntimos, como irmãos, daí o nome.

Podemos dizer que um sexo “na broderagem” é como uma transa feita na base da brincadeira, como se os homens estivessem “zoando”. Por exemplo, aquelas conversas do tipo “ meu pênis é maior que o seu, quer ver? ”.

De certa forma, podemos dizer que a broderagem é algo bom, pois está estimulando milhares de homens a praticarem atos sexuais do qual gostem, mesmo que seja “de brincadeira”.

O que deveria ser feito é cortar esse pensamento de “Sou macho, gosto de homens mas não posso dizer isso”. Você pode gostar de broderagem, não tem problema algum, mas seria mais interessante assumir isso, mesmo que apenas para si mesmo.

Todos deveriam se aceitar do jeito que são, aceitar a si mesmo é uma parte fundamental para alcançar a felicidade.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

500x500
500x500