Chico Buarque admite corrupção no PT, defende Lula e critica Bolsonaro: “Neofascistas”

O cantor, compositor e escritor Chico Buarque concedeu uma entrevista ao jornal Francês “Le Monde” onde falou sobre a atual situação política brasileira. O artista afirmou que houve sim corrupção no Partido dos Trabalhadores, e disse que o governo Bolsonaro terá um fracasso óbvio.

Segundo Chico, a crise política começou de verdade após o Impeachment de Dilma Rousseff: “Tenho muitas reservas ao PT, o partido teve episódios de corrupção, como os governos precedentes. Mas depois da derrota da direita nas eleições presidenciais, o PT foi incrivelmente estigmatizado”.

Sobre Lula, o artista disse que ele precisou buscar uma coalização pois estava cansado de perder eleições, fazendo com que o PT deixasse de ser de esquerda.

“Ele decidiu fazer do PT um partido de governo. Por isso fez concessões, acordos com forças que o PT não teria aceito em tempos normais. O PT deixou de ser um partido de esquerda para se tornar uma formação social-democrata”.

Chico Buarque disse também que o governo atual de Jair Bolsonaro é Neofascista, por compartilhar práticas da extrema direita. O ícone da MPB mencionou as incoerências dos líderes nacionais: “um Ministro da Educação contra a educação e um Ministro do Meio Ambiente contra o meio ambiente”.

Chico está atualmente em Paris, escrevendo, recentemente ele deu um pedido de visto de longa duração na França, mesmo assim, afirmou que quer viver no Brasil. Ele explicou que hoje os artistas brasileiros não são bem-vindos e nem bem-vistos pelo governo.

Chico Buarque completou 75 anos no último dia 19. “Não sei como tudo isso vai acabar. O fracasso desse governo me parece óbvio”

0