Com o decreto de Bolsonaro, qualquer brasileiro poderá comprar um fuzil

O decreto de Bolsonaro que entrou em vigor no início de Maio permite que cidadãos comuns tenham acesso a fuzis. Isso se tornou possível pois além de facilitar o acesso às armas, o presidente também aumentou em 4 vezes a potência máxima das armas que a população terá acesso.

Por causa disso, o Fuzil T4, produzido pela Taurus, entrou na lista das armas disponíveis para comercialização. O poder de uma arma de fogo é medido pela energia cinética que ela possui.

Até então, o máximo permitido para o acesso dos civis era 407 joules, com o decreto, o máximo passou a ser 1620 joules. O Fuzil T4 possui1320. Sendo assim, essa e muitas outras armas potentes que eram de uso exclusivo das Forças Especiais agora podem ser adquiridas pelo cidadão comum.

A Taurus afirmou que já possui mais de 2.000 pessoas na espera para comprar o Fuzil T4 e só espera a regulamentação do decreto. Benê Barbosa, especialista em armas explicou:

“T4 é um fuzil de assalto, de uso militar policial. A versão que vai estar disponível para o civil não tem essa opção de rajada. É tiro a tiro. E essa, sim,

se o cidadão cumprir todos os quesitos legais
vai poder ter um desse em casa”

O decreto de Bolsonaro vem sendo duramente criticado pela população, embora uma parte também o defenda. O Ministério Público pediu a suspensão do decreto.

Além do Fuzil T4, pistolas calibre ponto 40, pistola nove milímetros, pistolas calibre 45 e carabinas semiautomáticas também foram liberadas para venda.

0