Como agir em caso de violência doméstica?  

Como agir em caso de violência doméstica?  

tonsderosa
Autor tonsderosa
Mulher
Coleção Mulher
Como agir em caso de violência doméstica?  

Saiba o que é violência doméstica e como agir em caso de ser a vítima ou a testemunha de um ato violento.

Primeiramente é preciso observar que qualquer pessoa pode ser vítima de violência doméstica. No entanto, os mais vulneráveis são mulheres, crianças e pessoas idosas.

Estes podem sofrer diversos tipos de violência no seio familiar, o que intitula a violência doméstica. São considerados atos violentos a agressão física, pressão psicológica, abuso sexual e violência financeira.

Em todos os casos, a vítima sente-se triste, deprimida ou ameaçada. Certas vezes é impedida de sair de casa. Em todos os casos há providências a serem tomadas. Denunciar e pedir ajuda são as ações mais adequadas.

O que fazer se eu for vítima de violência doméstica?

Há vítimas de violência doméstica que nem percebem. Mulheres que consideram normal o marido falar mais alto, ameaçar com palavras ofensivas e até mesmo controlar suas ações.

Também é comum ver idosos em situações precárias enquanto seus benefícios são consumidos pelos filhos e netos de forma tão natural.

Apesar de comum, a criança mal vestida e desnutrida que passa os dias vagando pelas ruas, nem sempre é por má condição financeira. Pode estar fugindo de um ambiente desagradável e violento.

Se você se sente incomodado (a) por viver alguma destas situações, pode procurar ajuda em uma delegacia mais próxima, ou procurar alguém de confiança e contar os fatos.

O que fazer caso eu seja testemunha de um ato de violência doméstica?

Mesmo achando errado intrometer-se na vida alheia, certas horas é preciso tomar providências. Se vir uma mulher, criança ou idoso sofrendo maus tratos, procure a polícia ou ligue para um dos canais de atendimento.

Poderá fazer uma denúncia anônima através dos canais de atendimento:

180 – Central de Atendimento à Mulher

190 – Polícia Militar

100 – Secretaria dos Direitos Humanos

Também poderá registrar um Boletim de Ocorrência (B.O) em uma delegacia mais próxima. Sendo a vítima ou a testemunha o importante é não calar-se diante de situações de violência doméstica. 

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

500x500
500x500