Como aproveitar o tempo livre?

Um dia tem 24 horas, 1440 minutos e 86400 segundos. Isso significa que dispomos de um tempo considerável para realizarmos nossas atividades diárias, mas o que mais ouvimos é: “não tenho tempo para fazer nada” , “estou muito cansado”, “o dia seria perfeito se tivesse 48 horas, ao invés de só 24”.

Nos acostumamos a ouvir e a repetir frases desse tipo, certos de que a vida é inviável nas poucas horas em que passamos acordados. Mas podemos, com atitudes simples, otimizar o nosso tempo, melhorando não só a nossa produtividade, mas também a nossa qualidade de vida.

Avaliando a rotina

Antes de tomar qualquer atitude, porém, é necessário que você realize um diagnóstico da sua rotina.

Pegue uma folha grande e a divida em 48 quadrados iguais. Cada um desses quadrados representa 30 minutos do seu dia.

Preencha cada um deles com os horários e marque o que você fez de trinta em trinta minutos, tomando o cuidado de ser absolutamente fiel à sua rotina diária: tomou banho? Marque. Entrou no

Instagram
? Marque quanto tempo ficou.

No dia seguinte, observe atentamente a sua tabela e some o horário em que gastou em cada atividade. Conseguiu enxergar a procrastinação?

Aproveitando o tempo

Muitas vezes, nos perdemos e perdemos nosso tempo em coisas que não nos acrescentam nada e nos fazem viver uma existência automatizada.

Muito tempo fazendo essas atividades é prejudicial não só ao nosso cérebro, mas também ao nosso espírito. E alimentar o espírito é essencial para vivermos uma vida mais harmônica e feliz.

Como fazemos isso?

Encontrando tempo para ouvir boas músicas, ler bons livros, contemplar a beleza do mundo. Roger Scruton disse que sim, a beleza importa. E a beleza importa porque ela nos conecta com o que está fora de nós, nos obrigando a olhar para o mundo.

Organize-se. Priorize as tarefas mais importantes. Entregue-se ao que faz no momento: não interrompa suas atividades, de cinco em cinco minutos, para olhar o

feed
da vida alheia.

Leia, medite, encontre seus amigos, produza de forma mais eficaz no trabalho.

Delegue responsabilidades, para que possa sempre se concentrar no mais importante. Dê a si mesmo prazos e os cumpra.

E, por fim, não hesite em ter momentos de pausa e silêncio em alguns momentos do dia - para que o cérebro seja capaz de retomar o seu eixo narrativo e reorganizar-se. Esteja dentro do nervo da sua vida real e preocupe-se apenas com isso.

0