Os efeitos da droga mais letal do mundo: o álcool

Os efeitos da droga mais letal do mundo: o álcool

Os efeitos da droga mais letal do mundo: o álcool

O consumo de álcool pode causar efeitos muito sérios no organismo das pessoas. E muitos problemas de saúde, consequentemente. Não existe uma quantidade segura para o consumo de álcool. Porém, ainda existe uma polêmica acerca da quantidade capaz de causar maiores danos para o indivíduo.

O álcool, embora seja liberado para o consumo, é considerado uma droga psicoativa, ou psicotrópica. Ou seja, uma droga que age, principalmente, no sistema nervoso central do indivíduo, provocando alterações nas funções cerebrais e alterando, temporariamente, o humor, a percepção, a consciência e o comportamento da pessoa.

Além do mais, o álcool também provoca outros efeitos no organismo. É a droga lícita que mais mata no mundo.

Algumas doenças mais comuns entre alcoólatras

• Cirrose hepática: essa doença é a mais comum de acontecer em decorrência do consumo de álcool. Ela se caracteriza pela presença de nódulos no fígado e de fibrose, levando ao comprometimento das funções do órgão, como é o caso da metabolização de medicamentos, por exemplo

• Disfunção erétil: o consumo de álcool também leva à problemas de disfunção erétil, ejaculação precoce, pois ele exerce um efeito de depressor sobre o sistema nervoso do indivíduo. Além desses problemas, o álcool também provoca perda da qualidade dos espermatozoides e infertilidade, por exemplo.

• Pancreatite: o pâncreas produz insulina e enzimas que ajudam no processo de digestão de carboidratos e gorduras, contribui para atividades metabólicas no organismo e controla os níveis de açúcar no sangue. O álcool provoca com mais frequência a pancreatite crônica, ou seja, uma inflamação no pâncreas que não tem cura. O indivíduo pode sofrer com problemas constantes no pâncreas.

• Problemas cardiovasculares: outros problemas que o álcool pode provocar são arritmia cardíaca, hipertensão arterial, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca.

Algumas pessoas costumam consumir bebida alcoólica como uma válvula de escape, como se fosse um remédio usado para tratar os seus problemas sentimentais e emocionais. Outras pessoas gostam da sensação de euforia momentânea que a bebida causa.

Outras ainda, consomem bebida alcoólica para se sentirem mais confiantes. A sociedade também exerce uma pressão muito grande sobre as pessoas, especialmente sobre os jovens, para que eles bebam.

O fato é que todas as pessoas que bebem encontram um “motivo” para o fazer. Motivos esses que são criados em suas mentes e atuam como a sua maior motivação para o consumo.

Podemos nos livrar de drogas e vícios?

Todo vício requer um acompanhamento multidisciplinar e um apoio constante. Vários problemas podem levar ao vício e dependência de álcool e drogas, como depressão, problemas de baixa autoestima, transtornos de ansiedade, e muito mais.

Por isso, um acompanhamento com profissionais pode fazer toda a diferença. Psicólogos e psiquiatras saberão lidar com o problema e entender a necessidade do indivíduo. Em alguns casos, pode ser preciso buscar ajuda clínica, ou até a internação.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

500x500
500x500