De farda e na base da PM, soldado Prior pede namorado em casamento

Na última semana o soldado Leandro Prior havia ganho destaque na internet após fazer um pedido para a Polícia Militar de São Paulo onde solicitava a permissão para pedir o namorado em casamento usando a farda, na parada LGBT+. A solicitação foi negada, mas o soldado desobedeceu e fez o pedido ontem (23).

Prior, de 28 anos, pediu Elton da Silva de 26 em casamento na base do Largo, centro de São Paulo. A entidade militar também havia negado a solicitação para que o pedido fosse feito na base com a justificativa de que não haveria segurança.

Ao repórter Arthur Stabile, o soldado Prior disse:

“Eu não acredito que exista lugar mais seguro do que onde eu trabalho, porque sou eu que proporciono a segurança. Está todo mundo aqui jogando futebol, se divertindo. Acredito que, se posso prover segurança para a sociedade, consigo também para esse ato”

O policial fez o pedido de joelhos e emocionado, ele lamentou o fato de as coisas não saírem como o planejado e disse: “Ordem absurda não se cumpre”. Tímido, Elton aceitou se casar.

A cena se passou com crianças jogando futebol ao fundo, e há poucos metros da Cracolândia.

“Como é inédito, em quase 200 anos [de existência da Polícia Militar] é a primeira vez, eu não faço ideia do que está por vir. Só meu advogado pode falar [risos]. Foi uma semana de nervosismo igual agora. Difícil a gente querer fazer uma coisa e não poder devido ao trabalho dele. Não consigo pensar daqui para frente, nem um pouco. Nem no casamento”

0