Séries de TV e filmes Coleção | Recentes

Em comemoração aos 50 anos no ar, Jornal Nacional terá âncoras de todo país por três meses

Telejornal mais popular do país faz 50 anos em setembro

Em 1º de setembro de 1969, ia ao ar a primeira edição do Jornal Nacional, que passou por diversas transformações até a sua versão atual.

Para comemorar os seus 50 anos, completados no próximo mês de setembro, o telejornal mais popular do país resolveu inovar, para aproximar ainda mais o seu público do horário nobre, entre 18h e 21h.

A partir de setembro, mês do aniversário, o jornal vai contar com um rodízio de apresentadores, que se estenderá pelos 26 estados do país e o Distrito Federal. A Globo definiu os sábados como forma de veicular a ação, sempre com 2 âncoras por vez, que assumirão o posto.

Segundo a emissora, será a chance que os telespectadores terão para conhecer os novos rostos no jornal televisivo mais popular do Brasil, se deparando também com sotaques diferentes daqueles vistos diariamente, pelos apresentadores do Sudeste, Willian Bonner e Renata Vasconcelos, já que a ideia é trazer ao telespectador diferentes linguajares.

A novidade vai deixar de fora os tradicionais apresentadores do jornal da escala de sábado, entre eles, Maria Júlia Coutinho, Rodrigo Bocardi, Heraldo Pereira e César Tralli, por exemplo, que terão os finais de semana livres nesses últimos três meses do ano.

História

O Jornal Nacional entrou no ar no dia de

1º de setembro

de

1969

, com a apresentação de

Hilton Gomes

e

Cid Moreira

, sendo este o primeiro programa gerado no

Rio de Janeiro

em rede nacional, através da Empresa Brasileira de Telecomunicações (

Embratel

).

Na época, a façanha foi uma das novidades da Embratel que, também foi a responsável por lançar, ainda nos anos 70, o primeiro satélite brasileiro que permitiria a televisão a cores para o Brasil.

Os apresentadores em questão eram

Hilton Gomes

e

Cid Moreira

, que abriram a primeira edição do

Jornal Nacional

anunciando:

"O Jornal Nacional, da Rede Globo, um serviço de notícias integrando o Brasil novo, inaugura-se neste momento: imagem e som de todo o país"

.

Cid Moreira

encerrou:

"É o Brasil ao vivo aí na sua casa. Boa noite"

.

O

Jornal Nacional

tornou-se, em alguns anos, o mais importante e famoso noticiário brasileiro, alcançando altos índices de audiência. Nos anos iniciais de sua cobertura, o foco principal era nos esportes, porém, acontecimentos da atualidade, como as Guerras do Vietnã e do Golfo, o caso PC Farias, o caso Favela Naval, em Diadema (SP), as conquistas de esportistas e mudanças na redação, entre elas, a veiculação do noticiário na redação, saindo do tradicional estúdio figurado até os anos 90, foram as principais de suas mudanças.

0