SEGUE
Séries de TV e Filmes

Filmes Coleção

MelindArtMelindArt
2 Historia
0 Seguidor
0 Compartilhar

“Não posso admitir que, com dinheiro público, façam filmes como Bruna Surfistinha”

O presidente Jair Bolsonaro assinou na tarde de ontem (18) um decreto transferindo o Conselho Superior do Cinema da Ancine (Agência Nacional de Cinema) do Ministério da Cidadania para a Casa Civil. O anúncio foi feito durante a cerimônia de comemoração dos 200 dias do governo Bolsonaro.

Durante o evento o presidente também afirmou ter o desejo de retirar a agencia cinematográfica do Rio para Brasília. Jair também falou ser contra o ativismo em filmes brasileiros, disse que isso não pode mais acontecer.

“Agora há pouco, o Osmar Terra (ministro da Cidadania) e eu fomos para um canto e nos acertamos. Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha. Não dá. Não somos contra essa ou aquela opção, mas o ativismo não podemos permitir, em respeito às famílias, uma coisa que mudou com a chegada do governo”

O filme Bruna Surfistinha foi lançado em 2011 e conta a história de uma garota de programa estrelada por Deborah Secco. O filme teve uma bilheteria de mais de 2 milhões de pessoas, similar ao Tropa de Elite, além de ter sido sucesso de crítica.

“Pela lei, a direção da Ancine deveria ser aqui (em Brasília). Ela estava de forma inadequada no Rio de Janeiro. Vamos fazer um mutirão na área de cinema. Estamos com um cinema que não tem público. Gasta-se muito dinheiro e não tem público”, afirmou o ministro Osmar Terra.

0