Jovem com deficiência e familiares são agredidos por PM's em comemoração de crisma

Foto: Halisson Ferreira

Um caso covarde aconteceu no Ceará neste último sábado (18). Uma família e outros moradores denunciaram que policiais invadiram uma casa onde a crisma de um jovem portador de necessidades especiais era comemorada, além disso, eles agrediram as pessoas que estavam no local.

Em nota oficial, a Polícia Militar do Ceará confirmou a ocorrência. “Segundo informações coletadas, pessoas que estavam presentes em uma residência jogaram pedras em uma viatura enquanto esta patrulhava pelo local”. As autoridades disseram que os policiais responsáveis serão investigados.

De acordo com uma catequista de um grupo de jovens religiosos, o jovem com deficiência crismou, sendo assim, a família decidiu comemorar em casa, chamando amigos e familiares.

De repente, a polícia chegou invadindo o local agredindo as pessoas que estavam presentes, incluindo o adolescente crismado e sua mãe. Ainda segundo a catequista, os policiais usaram chicotadas e spray de pimenta.

A confusão teria começado pois os policiais estavam agredindo um outro jovem na frente da residência, o pai do adolescente pediu para que eles parassem, questionando o motivo de tanta violência.

Os policiais deram tiros para o alto e o pai do jovem com deficiência entrou em casa, sendo seguido pelos policiais. As pessoas na residência questionaram a abordagem e as autoridades partiram para a agressão. Entre os agredidos, além do adolescente e da mãe, também está uma senhora de 80 anos.

“Atacaram meu marido, meu filho. Levei chicotada, e tacaram uma faca na minha mão.” Ela conta que avisou sobre o filho com deficiência e ouviu o policial dizer “Cadê o atestado dele? Ele é doido?”

0