Livraria carioca envia livro de Kafka com 25% de corte para ministro da educação

A polêmica sobre os cortes na educação continua forte, dessa vez, uma livraria do Rio de Janeiro decidiu enviar uma obra de Franz Kafka para o ministro da educação, Abraham Weintraub, porém, enviou com um corte de 25% no livro.

Lembrando que o Ministério da Educação terá 24,8% a menos nos investimentos previstos para a educação pública. O ministro se defende dizendo que não é um corte, e sim um contingenciamento.

Recentemente, o ministro se confundiu em uma declaração, ele queria falar sobre Kafka, mas acabou dizendo Kafta. A confusão virou meme e por isso esse foi o livro escolhido pela livraria.

A Livraria Leonardo da Vinci foi quem enviou o livro para Weintraub:

“Antecipadamente, pedimos desculpas pelo corte de 25% no livro, mas a situação das livrarias brasileiras está difícil. Temos certeza que isso não impedirá sua leitura atenta e apaixonada”

“Rio de Janeiro, 16 de maio de 2019.
Excelentíssimo sr. Ministro da Educação Abraham Weintraub
Conhecendo seu apreço pela educação, em especial pela leitura de Franz Kafka, tomamos a liberdade de enviar para vossa excelência um exemplar de uma nova edição do grande clássico do escritor tcheco de expressão alemã, A metamorfose.
Antecipadamente, pedimos desculpas pelo corte de 25% no livro, mas a situação das livrarias brasileiras está difícil. Temos certeza que isso não impedirá sua leitura atenta e apaixonada.
Com a mais sincera estima,

Livreiros da Leonardo da Vinci
0