“Maior sonegador do Brasil” defende a Reforma da Previdência e Bolsonaro em vídeo

“Maior sonegador do Brasil” defende a Reforma da Previdência e Bolsonaro em vídeo

“Maior sonegador do Brasil” defende a Reforma da Previdência e Bolsonaro em vídeo

Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan escreveu mais um capítulo em sua polêmica história. Ao lado de Joice Hasselmann (PSL), ele defende a Reforma da Previdência vestido de Dom Pedro I.

O vídeo foi postado na segunda, 29, Joice é líder do Governo Bolsonaro no Congresso e disse “Estou aqui em Brusque, em Santa Catarina, no escritório do meu grande amigo, o imperador Dom Pedro, Luciano Hang. A gente está aqui na caravana da independência pela nova previdêcncia. Pelo Brasil 200, movimento que presido com muito orgulho e muito carinho. Aqui um dos fundadores do nosso movimento”.

Muitos internautas criticaram bastante a atitude dos dois, segundo eles, Luciano é o “maior sonegador do Brasil”. Comentários como “pague suas dívidas” “vergonha” e “sonegador” foram repetidos.

Sobre Luciano Hang

O dono da Havan é um dos empresários mais bem sucedidos do Brasil, ele ganhou fama ultimamente por apoiar Jair Bolsonaro nas eleições do ano passado.

Em uma de suas polêmicas defendendo o presidente, Luciano ameaçou demitir mais de 15 mil funcionários caso Bolsonaro não vencesse as eleições, ele inclusive coagiu os servidores a votar no presidente.

Em 1999 a Procuradoria da República em Blumenau deflagrou uma operação onde autuou a empresa a pagar R$ 117 milhões para a Receita Federal. A empresa recorreu e conseguiu um prazo de 115 anos para pagar a dívida, isso mesmo, 115 anos.

O empresário também foi condenado a 13 anos de prisão em regime fechado, mas conseguiu reduzir a pena para 5 anos em regime semiaberto. As acusações foram de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

“Maior sonegador do Brasil” defende a Reforma da Previdência e Bolsonaro em vídeo

"Em 2016, o ministro Rogerio Schietti Cruz do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), em decisão monocrática afirmou que o prazo prescricional de oito anos que começa a correr após a condenação já havia vencido, de modo a punibilidade estava extinta, ou seja, os réus, mesmo condenados, não teriam mais que cumprir a pena pois o judiciário perdeu os prazos para responder aos recursos da defesa. O caso nunca transitou em julgado e por isso o certificado de antecedentes criminais de Hang permanece limpo"

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

500x500
500x500