Menino acha fóssil gigante com 8 milhões de anos no Acre, confira as fotos

Fotos: Raylanderson Frota

Um menino de apenas 11 anos ficou surpreso ao encontrar o fóssil de um réptil pré-histórico com 8 milhões de anos. Ele estava pescando com o pai quando percebeu que havia algo enterrado às margens do Rio Acre, na Brasiléia, interior do estado do Acre.

“Estava pescando com meu pai, aí pisei em alguma coisa diferente e chamei ele. Meu pai escavou um pouco e eu achei que era um dinossauro”

O fóssil foi encontrado no último dia 11 e um paleontólogo da UFAC (Universidade Federal do Acre) está acompanhando a remoção desde a última terça (16). O pai da criança, José Militão de 58 anos contou que sempre se interessou pela pré-história:

 

“Eu sempre gostei e meu filho acabou também se interessando por esse assunto. Tanto que, quando encontramos ele disse ‘olha pai, nós achamos nosso dinossauro’. Ficamos muito felizes porque realizamos um sonho mesmo”

O paleontólogo Jonas Filho contou que o fóssil é de um Purussauro, um réptil que chegava a medir 12 metros:

 

“É um jacaré Purussauro, um dos maiores que já existiram na Amazônia, mas isso há cerca de 8 milhões. É uma mandíbula completa, no caso, pode até se considerar um material inédito, porque às vezes você encontra, mas separada. Parece que além da mandíbula, tem um crânio que está sendo exposto. Então, isso tem relevância científica e museológica também, é um patrimônio público”

 
00