Mulher mata homem que estuprou sua filha, teme a cadeia e é perdoada pela justiça

Mulher mata homem que estuprou sua filha, teme a cadeia e é perdoada pela justiça

Paulo24
Autor Paulo24
Mulher mata homem que estuprou sua filha, teme a cadeia e é perdoada pela justiça

Foto: BBC

Um caso revoltante abalou toda a África do Sul, e o mundo. Em uma aldeia isolada, mãe vê filha ser estuprada, mata o estuprador e fere gravemente os outros dois. A mulher passaria por julgamento por homicídio, mas felizmente, com muito apoio, ela acaba perdoada pela justiça.

A mulher se chama Nokubonga, de madrugada, ela recebeu um telefonema de uma jovem informando que Siphokazi, sua filha, estava sendo estuprada há aproximadamente 500 metros de lá.

A mãe entrou em desespero, a primeira reação foi chamar a polícia, mas sua aldeia fica na província de Cabo Ocidental, na África do Sul, levaria muito tempo para que as autoridades chegassem.

Com muito medo, Nokubonga percebeu que a única pessoa que poderia ajudar sua filha era ela, a mulher estava sozinha. Segundo o relato, ela disse que ficou com muito medo, e sabia que podia ser que a filha já estivesse morta.

Os supostos estupradores seriam homens conhecidos de Nokubonga e da filha Siphokazi, a mãe pensou que eles poderiam matar a garota, para que não fossem denunciados depois.

A pequena cabana onde Nokubonga vive possui apenas dois cômodos, um quarto, onde ela dormia antes do telefone tocar, e uma cozinha. A mulher pegou uma faca e partiu em direção à filha.

Estava escuro, não havia eletricidade e a única iluminação que ela possuía era de uma lanterna. Ao se aproximar do local onde Siphokazi estava sendo violentada, a mãe começou a ouvir os gritos.

Ela se apressou e quando chegou na porta, viu dois homens em pé, com as calças no tornozelo, e outro sobre a filha. Os homens partiram para cima de Nokubonga e ela só teve o instinto de se defender.

Com a faca, se defendeu dos três, um deles acabou falecendo, e os outros dois ficaram gravemente feridos. A mãe só pensou em pegar a filha e levá-la para longe dali.

Quando finalmente a polícia chegou, Nokubonga foi presa.

Siphokazi ficou no hospital sem se lembrar de quase nada do ocorrido, ela só estava preocupada com a situação da mãe, presa por salvá-la. Dois dias depois, Nokubonga foi liberada sob fiança, e reencontrou a filha.

O julgamento

Uma semana após o ataque, Buhle Tonise, advogada que defendeu Nokubonga disse que as duas estavam bastante pessimistas com o resultado do julgamento.

Segundo a advogada, quando se encontra pessoas em situação precária de pobreza extrema, elas geralmente ficam abaladas e pessimistas quanto as decisões da justiça. Afinal, para elas, a justiça só existe para quem tem condições de pagar por ela.

O argumento de legítima defesa seria usado no tribunal, mas o pessimismo de Nokubonga era um entrave. Casos de estupro na África do Sul geralmente não recebem tanta atenção, pois são muitos. Estima-se que ocorram aproximadamente 110 casos de estupro por dia no país.

A imprensa divulgou o caso chamando Nokubonga de “mãe leoa”, já que não se sabia a identidade dela. O caso repercutiu bastante e milhões de pessoas clamaram para que a justiça perdoasse a mulher.

Nokubonga estava com medo de ir ao tribunal, mas quando chegou lá, percebeu que o local estava repleto de pessoas que a apoiavam. Quando o juiz disse que as acusações estavam retiradas, ela e a filha Siphokazi riram pela primeira vez depois de mais de um ano do crime.

Após o encerramento do caso, Nokubonga decidiu se revelar ao público, para que outras pessoas tenham coragem de denunciar as barbaridades que ocorrem no mundo.

Mulher mata homem que estuprou sua filha, teme a cadeia e é perdoada pela justiça

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.
Madrasta proíbe filha do noivo de ir em seu casamento e gera polêmica
2.
Pedra de 1,3 kg é retirada da bexiga de um lavrador baiano
3.
Pai raspa cabelo de filha que cometia bullying e gera polêmica
4.
Mulher disse que não consegue emprego por ser bonita demais
5.
Com o decreto de Bolsonaro, qualquer brasileiro poderá comprar um fuzil
6.
‘Daenerys’ comenta a reação que teve ao ver o roteiro final de Game of Thrones
7.
Marta termina com sueca e assume namoro com colega de time
8.
Bolsonaro usa vídeo “inusitado” para se defender das manifestações 
9.
Maior corte da Educação nos últimos 5 anos foi feito por Dilma, em 2015
10.
Bolsonaro muda lei e aumenta a proteção para mulheres vítimas de violência
500x500
500x500