The Handmaid's Tale: O Nosso Conto da Aia

Considerada por muitos como a melhor série da atualidade, a superprodução da Hulu — serviço de streaming que vem crescendo exponencialmente — de nome

The Handmaid’s Tale
(O Conto da Aia) vem conquistando novos fãs a cada dia. Prestes a iniciar sua terceira temporada, a série é muito interessante para pensar sobre nossos dias atuais.
Sobre o que é
The Handmaid’s Tale
apresenta um futuro distópico, mas próximo, no qual as mulheres férteis são obrigadas a servir como aias, o que significa que são estupradas em rituais para gerar filhos para os comandantes e suas respectivas esposas inférteis.

As comparações entre o seriado e os governos das novas ondas autoritárias se dá porque em ambas as situações há um expressivo controle do Estado, de modo que, mesmo o governo brasileiro atual não sendo tão cruel quanto o da República de Gilead, ainda age da mesma maneira em algumas situações, como por meio de

fake news
.
Fake News

As

fake news
, notícias falsas, estão presentes tanto na política mundial quanto na política do seriado. Essas mentiras são usadas para favorecer um governo ou outro. Enquanto no mundo acontecem casos de manipulações de eleições através do WhatsApp e Facebook, no seriado as mentiras são feitas para
manter
o governo estabelecido, que ninguém espera acabar tão brevemente..

Na série, depois do massacre no Congresso americano e a tomada do poder pelos Filhos de Jacó, uma coisa que aconteceu de forma muito rápida mas após vários movimentos — como a retirada dos direitos das mulheres —, o governo gileadeano precisou esconder a sua realidade cruel para que os outros países não soubessem o que se passava.

O governo, então, começou a contar

fake news
. Disse que as aias consentiam com os rituais e publicou uma série de dados que não sabemos se são verdade ou mentira. Por exemplo, disse que a taxa de CO2 liberada na atmosfera reduziu drasticamente, o que não dá para saber se é verdade ou se é uma estratégia para dizer que o mundo deles funciona.
Fanatismo religioso e criacionismo na série

A sociedade de Gilead é teocrática, ou seja, é moldada de forma a agradar a vontade de Deus. Entretanto, essa vontade de Deus é deturpada, de modo que os Comandantes e as outras castas utilizam apenas o Velho Testamento como base para as normas nas quais a República em

The Handmaid’s Tale
(O Conto da Aia) é regida.(O Conto da Aia) é regida.

Dessa forma, são escolhidas as passagens da Bíblia que ressaltam a ideia de que Deus quer a sociedade sob o controle de um governo como o gileadeano, e ignoradas as passagens que contradizem isso. O criacionismo, teoria que explica a origem do universo por meio de Deus, é intensamente valorizado, enquanto os cientistas, cujas ideias são contrárias ao criacionismo, são condenados à morte.

0