Os piores crimes da ditadura: Se você defende isso, se interne

Os piores crimes da ditadura: Se você defende isso, se interne

Os piores crimes da ditadura: Se você defende isso, se interne

O Brasil é o único país do mundo que comemora um regime ditatorial ocorrido na própria nação, inclusive, outros países latinos condenam bastante essa época terrível. Em países sérios, torturadores tiveram prisão perpétua, no Brasil, são admirados. Isso é ignorância ou estupidez? Reunimos neste artigo as piores torturas e crimes cometidos por militares.

Tortura infantil

A fotografia mostra o jornalista Demir Azevedo e a pedagoga Darcy Andozia, no colo da mãe, está Carlos Alexandre Azevedo. O garoto foi o preso mais jovem a ser torturado pela ditadura militar, com menos de 2 anos, a criança foi torturada com choques elétricos.

O intuito dessa barbárie foi torturar psicologicamente a mãe Darcy, tudo foi feito na sua frente, os militares desejavam que a mulher revelasse informações sobre movimentos de esquerda. Carlos, ainda com sequelas das torturas sofridas, se suicidou em 2013.

Os piores crimes da ditadura: Se você defende isso, se interne

Na foto abaixo, outras crianças que sofreram torturas psicológicas e físicas durante a ditadura militar.

Os piores crimes da ditadura: Se você defende isso, se interne

Edson Luiz

Edson Luiz foi um estudante assassinado pelos militares, no centro do Rio de Janeiro. Sua morte ficou marcada como o início do AI-5 (Ato Institucional 5), ele foi o responsável pelos anos mais violentos da ditadura militar.

Diversas pessoas estavam protagonizando um protesto contra o aumento do preço da comida em um restaurante. A polícia chegou violentamente para dispersar a população.

As pessoas se refugiaram dentro do restaurante e responderam a violência policial com paus e pedras. Pouco depois, os militares invadiram o local com tiros, e atiraram a queima roupa no estudante, que faleceu.

Com medo de que a PM sumisse com o corpo, as pessoas impediram que ele fosse levado ao IML, carregaram Edson morto até a Assembleia Legislativa do Rio, onde foi velado.

Desfile em Belo Horizonte

Durante a ditadura militar, o governo, tribos indígenas costumavam se opor a construção de rodovias e estradas em sua terra. Por causa disso, Guardas Rurais indígenas foram criadas, as turmas eram instruídas a torturar e matar os índios que se opunham às ordens do governo militar.

Na foto, um homem é carregado pendurado em um pau-de-arara durante um desfile para comemorar a primeira turma de Guardas Rurais Indígenas. Isso ocorreu no dia 7 de setembro de 1970.

Os piores crimes da ditadura: Se você defende isso, se interne

Vladimir Herzog

O assassinato mais conhecido da ditadura militar brasileiro foi o do jornalista Vladmir Herzog. Na época, Vladmir estava no comando da TV Cultura, e foi chamado para depor sobre as ligações que mantinha com o Partido Comunista Brasileiro.

Ele se apresentou voluntariamente e negou as acusações, outros dois jornalistas também estavam no local, os dois foram levados para um corredor onde foram submetidos a tortura, para abafar os gritos, um rádio alto foi ligado.

Naquele dia 25 de Outubro, divulgou-se uma mensagem de que o jornalista Vladmir Herzog havia cometido suicídio no local. Ele teria usado uma cinta de pano para se enforcar, aliás, na época, diversas vítimas da ditadura eram anunciadas como suicidas.

Para “provar” o “suicídio”, uma foto do jornalista morto foi tirada. Porém, ele estava enforcado amarrado em uma janela de 1,60m, os pés do homem estavam no chão, dobrados, e é impossível se suicidar assim.

O laudo da perícia constatou que a causa da morte foi tortura.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.
Jovem com deficiência e familiares são agredidos por PM's em comemoração de crisma
2.
Pai raspa cabelo de filha que cometia bullying e gera polêmica
3.
Com o decreto de Bolsonaro, qualquer brasileiro poderá comprar um fuzil
4.
‘Daenerys’ comenta a reação que teve ao ver o roteiro final de Game of Thrones
5.
Marta termina com sueca e assume namoro com colega de time
6.
O brasileiro não tem um dia de paz: Versão brasileira de Shallow gera memes
7.
Bolsonaro usa vídeo “inusitado” para se defender das manifestações 
8.
Natura é alvo de boicote após propaganda “Coleção do Amor”
9.
Patrões amarram doméstica em árvore como punição
10.
Vídeo mostra mulher se machucando antes de denunciar o ex por agressão
500x500
500x500