Outra vez Nova York quer impedir homenagem para Bolsonaro, duas sedes desistiram

Outra vez Nova York quer impedir homenagem para Bolsonaro, duas sedes desistiram

Politica
Coleção Politica
Outra vez Nova York quer impedir homenagem para Bolsonaro, duas sedes desistiram

Depois da polêmica decisão da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos decidir homenagear Jair Bolsonaro como “personalidade do ano” dois locais que seriam sede do evento cancelaram a premiação.

Nesta semana foi a vez de Brad Hoyman, Senador do partido Democrata pedir para que o hotel Marriott desista de sediar a cerimônia, o político diz que o presidente brasileiro é um “notório homofóbico”. O evento está previsto para acontecer no dia 14 de Maio.

O Senador fez uma petição online que até o momento dessa matéria tinha 50 mil assinaturas, ele escreveu:

“Escrevemos como cidadãos preocupados e aliados LGBTQ para pedir à Marriott e Host Hotels and Resorts, proprietária do New York Marriott Marquis, que cancelem o Jantar de Gala “Personalidade do Ano” da Câmara de Comércio de 2019 em homenagem ao notório e homofóbico presidente brasileiro Jair Bolsonaro, programado para 14 de maio de 2019”

Algumas empresas que iriam patrocinar o evento já desistiram, entre elas a companhia aérea Delta e o jornal Financial Times. Esse movimento contra a homenagem a Bolsonaro ganhou força após De Blasio, prefeito de Nova York chamar o brasileiro de “pessoa perigosa”.

A homenagem de personalidade do ano ocorre anualmente, sendo um brasileiro e um americano escolhidos para receber a honraria. No ano passado, o brasileiro foi Sergio Moro.

“Dado o sórdido histórico de comentários públicos do presidente Bolsonaro, é chocante que um negócio na cidade de Nova York abrigue um evento em apoio a ele. Estamos profundamente preocupados com a mensagem que tal evento enviaria aos nova-iorquinos, especialmente aos jovens LGBT, muitos dos quais estão lutando com sua identidade e estão observando suas declarações contra eles serem celebradas. Ao sediar este evento, a Marriott está dando ao presidente Bolsonaro uma plataforma que recompensa seu comportamento ultrajante”

Outra vez Nova York quer impedir homenagem para Bolsonaro, duas sedes desistiram

O Museu de História Natural de Nova York e o Cipriani Hall já desistiram de realizar o evento.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.
Homem é sequestrado após dar calote e não pagar conta em bordel
2.
Bolsonaro condecorará filhos e outras 50 pessoas com Medalha Naval
3.
Chico Buarque vence Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa
4.
Pai raspa cabelo de filha que cometia bullying e gera polêmica
5.
Com o decreto de Bolsonaro, qualquer brasileiro poderá comprar um fuzil
6.
Marta termina com sueca e assume namoro com colega de time
7.
Bolsonaro ‘perdoa’ R$ 70 milhões em multas de partidos políticos
8.
Bolsonaro se atrapalha e deixa Deus fora de seu 'chavão'
9.
VÍDEO: Cachorro impaciente aperta buzina ao ser deixado esperando no carro
10.
Natura é alvo de boicote após propaganda “Coleção do Amor”
500x500
500x500