Pesquisa mostra que o suicídio pode ser contagioso

Pesquisadores da Universidade de Chicago fizeram uma pesquisa onde constataram que o suicídio pode ser contagioso. Uma pessoa exposta a um parente ou amigo que tenha tentado tirar a própria vida possui duas vezes mais chances de fazer o mesmo. Em casos onde o suicídio do conhecido é consumado, as chances são ainda maiores.

Anna Mueller e Seth Abrutyn foram responsáveis por comandar e publicar o estudo na revista The Conversation. Eles chegaram à conclusão de que o suicídio pode ser contagioso.

Em 2015 eles analisaram diversos adolescentes, uns sabiam que um amigo havia tentado tirar a própria vida, e outros não. Os jovens que sabiam dos problemas do amigo tiveram um índice de pensamentos suicidas duas vezes maior do que os que não sabiam.

O mesmo foi feito com o caso de um suicídio consumado e a disparidade dos pensamentos autodestrutivos entre os que sabiam e os que não sabiam do ocorrido foi muito grande.

O suicídio é um dos maiores problemas do mundo atual, os casos não param de aumentar. Aliás, o suicídio é a terceira maior causa de morte no mundo para homens de 15 a 29 anos, ficando atrás apenas da violência e acidentes automotivos.

Embora essa pesquisa dê a entender que falar sobre suicídio seja uma maneira de “contagiar” as pessoas, especialistas dizem que essa não é a melhor atitude.

Se o assunto não for discutido, estaremos apenas jogando o problema para debaixo do tapete. É necessário criar amplas campanhas de conscientização para que as pessoas repensem sobre essa decisão, e essas campanhas devem ser voltadas principalmente para os jovens.

Além do mais, instruir a todos sobre como agir quando ocorrer o caso de lidar com uma pessoa emocionalmente debilitada é fundamental. Desse modo, a conscientização vale tanto para os suicidas, quando para as “vítimas em potencial”.

0