Polícia de Cuba interrompe Marcha LGBT

 Fotos: Ramon Espinosa/ AP

Neste último sábado (11) policiais cubanos interromperam uma marcha LGBT em Havana. O tradicional desfile contra a homofobia foi cancelado pelas autoridades do país e em resposta os cidadãos organizaram essa marcha.

Clamando por respeito, cerca de 100 manifestantes caminharam pela avenida Paseo del Prado, a famosa avenida do centro histórico de Havana não conseguiu sustentar os civis por mais de 100 metros, a polícia dispersou todos pouco depois de começarem a marcha. Ao menos três pessoas foram presas.

O Ministério da Saúde foi o responsável por cancelar o evento inicial, segundo eles, Cuba está se preparando para enfrentar a pior crise econômica em décadas. Cuba tem muito rigor no controle de espaços físicos, apenas manifestações a favor do governo são permitidas.

Há pouco tempo o país anunciou que fará racionamento de produtos básicos, segundo o governo, essa dificuldade econômica está ocorrendo por causa dos embargos com os Estados Unidos, além da crise venezuelana. Os dois países eram grandes parceiros econômicos.

“A mídia social está desempenhando seu papel, e a sociedade civil demonstrou que tem força e pode sair às ruas se necessário, e a partir de agora o governo terá que levar isso em conta.”

0