SEGUE
Política / Renda

Coleção

Luiza NunesLuiza Nunes
1 Historia
0 Seguidor
0 Compartilhar

Desigualdade de renda atinge maior nível já registrado, afirma FGV/IBRE

Em crescente alta desde 2015, a desigualdade de renda entre a população brasileira tingiu o maior nível já registrado desde a criação da série histórica, em 2012. Os resultados correspondem ao primeiro trimestre de 2019.

Os ricos estão mais ricos e os pobres, mais pobres. A pesquisa foi feita pela FGV/IBEF (Instituo Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas).

O índice Gini é o método usado para definir o nível da desigualdade no país, ele é medido de 0 – 1, onde quanto mais próximo do 1, maior a desigualdade. Atualmente o Gini está em 0,627, o maior já registrado.

O estudo ainda concluiu que a crise econômica foi bem pior com as pessoas de renda baixa, nos últimos 7 anos, a renda acumulada dos mais pobres caiu 14%, e a dos mais ricos cresceu 8,5%.

Daniel Duque, um dos pesquisadores da FGV afirmou:

“Há menos empresas contratando e demandando trabalho, ao passo que há mais pessoas procurando. Essa dinâmica reforça a posição social relativa de cada um. Quem tem mais experiência e anos de escolaridade acaba se saindo melhor do que quem não tem”

0