Política em números

A fome dos deputados em 2016

Em 2016, a Câmara dos Deputados recebeu R$ 1,48 milhão em pedidos de reembolso de alimentação por meio da cota parlamentar, a antiga verba indenizatória a que todo deputado tem direito. Gozaram do benefício 375 nomes.

Se a gente tomar comida por partido, a maior fatia ficou com o PMDB: quase R$ 205,2 mil. Em seguida vieram PT (R$ 180,7 mil) e PP (R$ 148,6 mil).

0
Política em números

Merendas e peixe com camarão

Desde fevereiro, quando foi publicada a resolução que alterou valores do Pnae (Programa Nacional de Alimentação Escolar), a merenda de cada aluno do ensino fundamental passou de R$ 0,30 para R$ 0,36 por dia letivo.

Assim, considerando 200 dias no ano letivo, o MEC (Ministério da Educação) investe, por aluno, R$ 72 em alimentação anualmente.

0
Política em números

Os mais rodados no Senado

No artigo

Ali foi feita a comparação entre os valores ressarcidos aos deputados via cota parlamentar e uma volta ao mundo no pior cenário possível: o carro menos econômico (o Lamborghini Aventador 6.5-­48V, de acordo com o Inmetro) rodando pelo trajeto mais longo (a Linha do Equador, com 40.075,16 quilômetros) e usando a gasolina mais cara no Brasil (R$ 4,999, segundo a ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

0