“Seu ódio não é bem vindo aqui” comemora prefeito de Nova York

“Seu ódio não é bem vindo aqui” comemora prefeito de Nova York

Politica
Coleção Politica
“Seu ódio não é bem vindo aqui” comemora prefeito de Nova York

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro receberia uma homenagem de personalidade do ano no próximo dia 14, em Nova York. A cerimônia ocorreria inicialmente no Museu de História Natural da cidade, mas Bill de Blasio, o prefeito, pediu para que ele fosse cancelado.

Segundo o prefeito de Nova York, Bolsonaro é um “ser humano perigoso”, ele fez referências aos comentários extremistas feitos pelo brasileiro e também ao seu desejo de permitir o desmatamento da Amazônia. Bolsonaro anunciou o cancelamento de sua ida nos EUA.

“Jair Bolsonaro acabou de aprender da maneira mais difícil que os nova-iorquinos não fecham os olhos para a opressão. Nós mostramos o fanatismo dele. Ele fugiu. Nenhuma surpresa, os valentões não aguentam o soco” afirmou o prefeito.

Otávio Rêgo Barros, porta voz do presidente Bolsonaro disse:

“Entretanto, em face da resistência e dos ataques deliberados do prefeito de Nova York [Bill de Blasio] e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade”.

Antes disso, duas sedes já haviam desistido de receber o evento, e a próxima havia perdido os patrocínios.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.
Madrasta proíbe filha do noivo de ir em seu casamento e gera polêmica
2.
Jovem com deficiência e familiares são agredidos por PM's em comemoração de crisma
3.
“Quem discorda do Bolsonaro é comunista” Kim Kataguiri critica presidente
4.
Mulher disse que não consegue emprego por ser bonita demais
5.
Bolsonaro ‘perdoa’ R$ 70 milhões em multas de partidos políticos
6.
Mulher se cansa de vizinhos “intrometidos” e faz uma faixa hilária
7.
Bolsonaro se atrapalha e deixa Deus fora de seu 'chavão'
8.
Maior corte da Educação nos últimos 5 anos foi feito por Dilma, em 2015
9.
Há indícios claros de que Flávio Bolsonaro lavou dinheiro, afirma MP
10.
Professor de Jiu-jitsu é morto pela polícia a caminho do trabalho
500x500
500x500