SAIBA COMO APLICAR O MÉTODO CANVAS EM CLÍNICAS MÉDICAS

Montar uma clínica médica não é uma tarefa fácil. Só quem já passou por isso sabe como é difícil prever se o negócio vai ser viável não — eu mesmo já passei por isso e confesso: me vi em apuros! No entanto, é possível, sim, facilitar esse processo: o método Canvas é uma ferramenta eficiente e que já está sendo utilizada por muitos empreendedores. Você já ouviu falar sobre ele?

Esse é um sistema de planejamento estratégico que permite desenvolver projetos bem definidos de forma mais simples, clara, organizada e de acordo com a realidade do mercado — algo indispensável na hora de abrir um novo negócio.

Para ajudar você a entender melhor o que é Canvas, separei as principais informações sobre o método neste post. Aqui, você vai descobrir as vantagens de contar com ele verá e como aplicá-lo no projeto da sua clínica. Vamos conferir?

Descubra o que é Canvas

O método Canvas, conhecido originalmente como Business Model Canvas, é um modelo criado pelo pesquisador suíço Alexander Osterwalder, que tem o objetivo de acabar com a burocracia e a complicação que pode surgir na gestão de projetos de negócios feitos de forma tradicional.

Ele é feito por meio de um mapa visual muito fácil de entender e administrar, que substitui planilhas e documentos nada práticos ou funcionais, que representam grandes perdas e baixa celeridade na elaboração de estratégias na criação de uma empresa.

Grandes empresas, como a Globo e a Votorantim, já utilizam esse método. No entanto, é em startups e empresas de pequeno e médio porte que ele faz mais sucesso, pois reúne fatores essenciais para o crescimento de quem ainda está começando ou conta com capital limitado.

Conheça as vantagens de usar o método

Contar com o modelo Canvas durante o desenvolvimento de projetos na sua clínica é uma garantia de que aspectos importantes não serão deixados para trás.

Para quem ainda não saiu do papel, o método é uma boa forma de mensurar receitas e custos, identificar as melhores oportunidades e parcerias, conhecer o público-alvo e criar estratégias para fidelizá-los.

Apesar disso, muitos empreendedores ainda têm dúvidas sobre quais são as reais vantagens oferecidas por esse tipo de sistema. Hoje, conheço e posso afirmar: os benefícios são imensos. Na sequência, elenquei os principais deles. Confira.

Exposição visual

Uma das principais vantagens de contar com o método Canvas é a facilidade de visualização. A própria palavra “canvas” pode ser traduzida para o português como “tela” ou “quadro” — uma referência ao seu formato visual.

Com ele, você pode ver todas as atividades e as funções do negócio de forma muito simples, o que evita que informações relevantes para o projeto sejam perdidas ou passem em branco em pastas e relatórios.

Muitas vezes, somente números e tabelas dispostos em planilhas não permitem uma visão geral do que consiste uma empresa e suas principais atividades. Com o Canvas, você pode observar todos os detalhes de forma visualmente interessante.

Simplicidade

O que você prefere: pensar na sua empresa a partir de conceitos complexos ou aspectos práticos? Com o método Canvas, você faz a distribuição da estrutura do seu negócio em 9 quadros, que permitem a compreensão de recursos e atividades de modo simplificado.

Abrangência

Se você está pensando que o modelo Canvas é adequado somente para organizações de grande porte, está cometendo um enorme engano. O modelo pode ser aplicado em negócios de todos os tamanhos — micro, pequeno ou grande — e em qualquer área. Com um bom planejamento, não existem limites para utilizá-lo.

Envolvimento da equipe

Na hora de montar um projeto na sua empresa, é essencial que todos os envolvidos participem do planejamento e ajudem a tomar as decisões.

Com a simplicidade favorecida pelo Canvas, todos os membros da equipe conseguem participar e colaborar para o desenvolvimento de um projeto. E vamos combinar que várias cabeças pensando juntas é muito melhor do que só uma, não é mesmo?

Abordagem global

Nenhum setor de uma empresa consegue atuar de forma isolada — afinal, isso pode afetar a estrutura empresarial como um todo. Ao utilizar o Canvas, tanto setores internos quanto externos de uma empresa são bem-representados e todos os blocos estão interligados, criando um grande sistema de planejamento do negócio.

Aprenda a usar o Canvas para montar uma clínica

Agora que você já sabe o que é Canvas e quais são as principais vantagens de contar com o modelo, é preciso entender melhor como utilizá-lo na sua clínica.

Como comentei e você já deve ter percebido na prática, abrir um consultório não é uma tarefa fácil — são diversos detalhes que precisam ser analisados, o que pode deixar a equipe confusa e, até mesmo, sem rumo.

Nesse processo, utilizar o Business Model Canvas é uma ótima forma de estruturar e viabilizar o negócio. Com esse sistema, você consegue enxergar sua clínica como uma empresa — o que, muitas vezes, é esquecido pelos médicos. Isso já aconteceu comigo.

Assim, as finanças e os demais setores do negócio podem ser organizados desde o princípio, o que faz com que você adentre no mercado com mais chances de conquistar a clientela e se destacar frente à concorrência.

Como já disse, o modelo trata-se de um mapa mental que contém 9 blocos, os quais devem ser preenchidos pensando na realidade da sua futura clínica.

Escolha uma plataforma

O primeiro passo para criar o seu modelo Canvas é escolher a plataforma ideal para montá-lo. Lembre-se: ele é um sistema visual e deve ficar exposto para todos da equipe.

Dessa forma, você pode separar uma lousa branca, um quadro, um dispositivo eletrônico com um software estruturado para esse objetivo ou até mesmo algumas folhas de papel para colar na parede, como post-its ou adesivos, que facilitam o acréscimo e a retirada de ideias.

Organize os blocos

A próxima etapa é organizar os 9 blocos do Canvas, que se referem aos pilares essenciais para o funcionamento de uma empresa.

Para que você saiba como fazer isso de forma mais específica para uma clínica, separei algumas dicas voltadas para o universo médico em cada um dos tópicos. Acompanhe.

1. Propostas de valor

Neste primeiro bloco deve ser inserido tudo o que o seu projeto tem a oferecer aos clientes e de que forma ele pode gerar valor no mercado, para inovar e se diferenciar da concorrência.

Na sua clínica, você pode investir em conforto, especialmente na recepção, que é o local onde o paciente passa mais tempo aguardando. Invista em móveis modernos, poltronas largas e formas de distração, como wi-fi, programação de TV e até alguns lanchinhos, como café e biscoitos.

Além disso, utilizar tecnologias avançadas é uma forma adequada de oferecer um serviço diferenciado aos seus clientes. Uma boa aposta é a Telemedicina, que emite laudos de exames de forma mais rápida e contribui para um diagnóstico e um tratamento mais eficiente.

2. Relacionamento com os clientes

Esse é, certamente, um dos elementos mais importantes para o crescimento e a competitividade do seu negócio. Nesse bloco, você deve listar todas as estratégias que vai utilizar para lidar com o público.

Afinal, mesmo que ofereça um serviço de elevada qualidade e preço justo, isso não significa que você vai fidelizar o cliente, principalmente se o relacionamento com ele não for dos melhores.

Na área da saúde, oferecer um atendimento humanizado, respeitoso e empático com o paciente é uma das principais formas de conquistá-lo. Sabendo disso, você precisa incluir essa estratégia nos blocos e alinhar todos os seus funcionários para conseguir atingir esse objetivo.

3. Segmentos de clientes

Diretamente associado com o bloco anterior, compreender o segmento de clientes também é uma etapa indispensável para fidelizá-los.

Por isso, separe um tempo para definir quem será seu público-alvo, procurando informações como gênero, idade e nível social. Assim, você pode construir estratégias mais adequadas para atraí-los para o seu consultório.

Por exemplo, se a clínica vai atender pessoas mais idosas, a abordagem é diferente daquela utilizada por clínicas que atendem crianças e jovens, tanto na decoração e na acessibilidade do ambiente quanto nas ações de marketing.

4. Canais

Essa etapa também envolve o atendimento ao cliente — mais voltada para quais canais de comunicação serão oferecidos para chegar até o paciente e a forma como ele entrará em contato com a clínica.

Existem diversas formas de comunicação utilizadas pelas clínicas, como telefone, e-mail, whatsapp e pessoalmente. Quanto mais possibilidades, maiores são as chances de que esse primeiro contato aconteça, o que é indispensável para que consultas sejam marcadas.

Além disso, estar presente na internet, participando nas redes sociais, construindo um site para a clínica ou montando um blog para compartilhar informações interessantes, é uma ótima estratégia para alcançar um número ainda maior de possíveis pacientes.

5. Parcerias principais

Como o método Canvas você pode separar quais são os seus principais parceiros, que vão auxilia-lo na gestão e no fornecimento de materiais

Nenhuma empresa funciona de forma isolada no mercado. Nesse bloco, portanto, você vai listar quais serão os seus principais parceiros, incluindo desde questões mais básicas, como fornecedores de material de escritório, até empresas que terceirizam os laudos de exames.

Avalie quais serão as relações mais vantajosas, tanto em custo quanto na qualidade dos serviços, pois isso vai interferir diretamente no funcionamento e na excelência da sua clínica.

6. Atividades principais

Neste bloco, você deve pôr em foco as principais atividades que serão realizadas na empresa. Sua clínica vai fazer só consultas? Vocês vão fazer exames? Vão prestar assistência ambulatorial ou até expandir o negócio para abrir um hospital?

Além disso, você já deve estruturar toda a sua equipe de trabalho para atender às demandas. Toda a parte de planejamento dos serviços que serão prestados deve ser organizada aqui.

7. Recursos principais

Para que uma empresa funcione, você precisa identificar quais são os investimentos e os recursos necessários. Você vai precisar, por exemplo, encontrar um local para instalar a sua clínica e pagar contas todos os meses, entre elas luz, água, telefone e condomínio.

No entanto, é importante ter em mente que os recursos não são apenas financeiros. Por isso, é necessário pensar também nos recursos tecnológicos, materiais e humanos da sua clínica.

Outros médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, recepcionistas, entre outros, devem ter seus currículos avaliados com antecedência para verificar se eles estão aptos para atuar na sua empresa.

8. Estrutura de custos

Agora sim, este tópico é voltado exclusivamente para todos os gastos financeiros da sua clínica. Nele, você deve avaliar quais são os principais custos fixos e variáveis do negócio.

Propor estratégias para diminuir os gastos, como utilizar energia solar e reduzir o uso de papel, podem fazer a diferença na sua clínica. O dinheiro economizado pode ser aplicado em melhorias que aumentem a sua competitividade no mercado.

9. Fontes de receita

Neste último bloco, depois de já ter estruturado e planejado todo o seu projeto de negócio, você precisa de meios para garantir que os gastos e os lucros sejam equilibrados, ou seja, a sua empresa deve ser rentável.

Portanto, coloque na ponta do lápis: como os seus pacientes vão pagar pelo atendimento na clínica? Você só vai fazer consultas particulares ou também vai aceitar planos de saúde? Quais serão as empresas conveniadas?

Existem diversas possibilidades que não podem ficar de fora do seu Business Model Canvas. Afinal, são os lucros que sustentam a sua empresa e permitem que você permaneça no mercado.

Não deixe outras estratégias de lado

Todas as ideias divididas e expostas nos 9 blocos conceituam o seu negócio, ou seja, definem a forma como você vai atuar e gerar valor no mercado.

Não posso deixar de destacar, todavia, que ele não substitui um plano tradicional de negócios, visto que números, gráficos e informações mais técnicas também precisam ser analisadas detalhadamente.

Mesmo assim, o método Canvas continua sendo uma ferramenta inovadora de planejamento estratégico e que facilita o processo de definir o seu modelo de negócio. Portanto, vale muito a pena utilizá-lo para definir quais são os pontos-chave que devem ser considerados ao montar a sua clínica.

Gostou deste post? Agora, que tal descobrir algumas dicas de gestão que podem fazer a diferença no crescimento do seu negócio? Boa leitura e até a próxima!

Este artigo foi originalmente publicado em https://telemedicinamorsch.com.br/blog/metodo-canvas

00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
00
Mobil uygulamamızı indirdiniz mi? Hemen indir