Trump declara 'emergência nacional' nos EUA

O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou uma "emergência nacional" no país, citando "incidentes violentos" na fronteira sul do país.

Depois de informar a imprensa na conferência de imprensa realizada na Casa Branca, ele assinou uma declaração presidencial declarando uma emergência nacional no país. "Declaro uma emergência nacional por causa da urgência das fronteiras do sul, com base no mandato que me foi dado pela Constituição dos EUA", disse Trump.

Reação dos democratas

Depois que o presidente Trump declarou uma emergência no país, os nomes proeminentes do Partido Democrata reagiram ao veredicto. A presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e o senador de Nova York, Chuck Schumer, fizeram uma declaração conjunta sobre o assunto. "O fato de o presidente impor uma crise que não existe ilegalmente é uma violação grave de nossa constituição e torna nosso país mais inseguro", disse ele na declaração.

 Na entrevista coletiva, Trump disse: "Há drogas terríveis entrando em nosso país, a maioria delas vem da fronteira sul, então prendemos muitas pessoas na fronteira sul. A emergência nacional já foi anunciada muitas vezes para uma razão muito mais simples. Ninguém jamais fez barulho estamos falando da invasão do nosso país "

0