Um guia completo sobre o café solúvel

O café é, sem dúvida, uma das bebidas mais consumidos. Especialmente pela manhã, ou no lanche da tarde. E, na correria do dia a dia, nada como tirar um minutinho para preparar um café solúvel prático, rápido e saboroso.

No post de hoje, vamos conhecer um pouco mais do café solúvel e tudo que você poderia querer saber. Confira!

O que é café solúvel?

O café solúvel, ou café instantâneo, é fabricado usando-se somente o café e a água. Pode ser encontrado em pó ou em grânulos. O seu preparo é bem simples, usando apenas água filtrada e quente.

Se for mantido bem fechado e em local seco, o café mantém a suas qualidades por bastante tempo. Quando comparado com o café expresso e o café coado, o café solúvel possui um sabor bem mais suave.

Quem inventou o café solúvel foi o cientista japonês Satori Kato, em Chicago, em 1901. Ele aproveitou a Exposição Panamericana em Buffalo, Nova Iorque, para expor a sua invenção.

Porém, quem comercializou o produto pela primeira vez foi George Constant Louis Washington, após desenvolver o seu próprio café solúvel, em 1910.

Em 1938, a Nestlé desenvolveu uma planta mais avançada de refino do café e passou a comercializar o Nescafé.

Café solúvel tem conservantes ou aditivos?

Não. Como o café solúvel é feito somente de café e água, ele não contém aditivos e conservantes.

Como é a produção  do café solúvel?

O café solúvel pode ser feito a partir dos grãos robusta ou arábica.

A sua produção é composta de várias etapas. Por isso, não é possível produzir em casa.

A primeira etapa é a torrefação. O grão do café é aquecido e depois torrado em cilindros giratórios. Depois de torrado, o grão vai para a moagem. Lá, ele passa pelo esmagamento. E segue para a imersão em água.

O próximo passo é a secagem do café, que pode ser de duas formas diferentes: secagem por congelamento e secagem por pulverização.

Secagem por congelamento

Coloca-se o extrato concentrado do café em câmaras de resfriamento rápido, dando origem à cristais de gelo.

Depois, usando-se um sistema à vácuo, as câmaras passam por um aquecimento, condensando a água congelada, que passa a ser removida do extrato. Depois disso, o extrato, que já se encontra seco, é embalado e entregue aos distribuidores. Essa é forma mais usada no mundo.

Secagem por pulverização

Usa-se um spray, que fica posicionado à trinta metros de altura, para pulverizar o extrato concentrado de café.

À medida em que vai caindo no chão, o extrato vai perdendo a água, ficando somente o café solúvel. Esse método é o mais barato de processamento do café solúvel.

Dá para usar em receitas?

Sim. Além do delicioso cafezinho, o café solúvel também pode ser usado no preparo de várias outras receitas doces e salgadas, como bolo, sorvete, pudim, brigadeiro, frango com creme ou molho de café e muito mais... É só deixar a imaginação fluir.

0